A morte do blog

Quando eu mantinha ativamente este blog eu costumava me lembrar sempre da máxima: “blog parado é blog morto”.

Pois bem, como muitos já perceberam (a última postagem foi há mais de 2 anos), este blog está morto. Eu mesmo já nem lembrava mais que ele existia. Portanto, o fito da presente e breve postagem é apenas oficializar o óbito.

As razões para a morte são muitas:

Primeiro, eu me afastei da biologia para seguir outra de minhas paixões, a visualização de dados. Atualmente eu sou um programador especializado em criar gráficos interativos… se você quiser saber o que eu faço, dê uma olhada no meu site.

A segunda razão é, provavelmente, a mais comum para que escritores abandonem um blog: o trabalho é enorme e cansativo (especialmente se o blog é um “líder” na área), demandando bastante tempo e dedicação… porém, o retorno financeiro é virtualmente inexistente. Eu nunca ganhei nada — financeiramente — escrevendo estes posts (a não ser um exemplar de um livro, em troca de um anúncio na barra lateral). Imagino que alguns irão dizer “mas o importante é a dedicação, o empenho de popularizar a ciência, e não a preocupação com essa bobagem que é dinheiro…”. Infelizmente eu discordo: defendo o reconhecimento do trabalhador e do seu trabalho, especialmente o artístico e o científico. Mais ainda agora, que tenho uma boca mirim para alimentar! Produtores de conteúdo de qualidade na internet (sejam textos, vídeos, imagens etc…) deveriam ser bem remunerados. Porém, a dinâmica do mundo online é outra, como todo mundo sabe.

Além dessas há outras razões menores, não diferentes das que fazem a maioria dos blogs morrerem.

Finalmente, agradeço a todos os que acompanharam o blog durante todos esses anos. O meu trabalho é dedicado a vocês.

Abraço a todos.

Anúncios

8 comentários sobre “A morte do blog

  1. Mano, acredita que essa semana, não sei porque, eu lembrei do seu blog??? Lamento as coisas terem chegado ao ponto em que chegaram de modo que você tomou a decisão que comunicou acima. Desejo muito boa sorte a você e sua família. Gostaria de deixar registrado que o seu blog é EXCELENTE, faz tempo que eu não leio nada sobre biologia evolutiva (minha leituras estão paradas), mas na época eu que eu lia o seu blog eu já admirava a qualidade do mesmo. Parabéns!!!

  2. É, Gerardo, concordo contigo. Volta e meia me recordo dos bons diálogos virtuais que mantínhamos — diálogos que, inclusive, foram estímulo à criação do meu próprio blog, o “Águas Livres” (que, por motivos bem parecidos com os seus, também anda meio parado).

    É notável o seu leque de competências: sucesso! E até a próxima oportunidade, deixo registrado o meu desejo de que seja feliz: você e todas as bocas (sejam miúdas, sejam famintas) que fizerem parte de seus círculos!

    Forte abraço!

  3. Muito obrigado e tudo de bom em seus novos caminhos!
    Eu comentei a muito tempo em um texto maravilhoso que li e salvei o blog nos favoritos para um dia que tivesse tempo, dar uma olhada mais aprofundada e a hora de fazer maratona chegou, lá vou eu!
    Muito obrigado mesmo pelo conhecimento compartilhado e um abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s